News¹

Loading...

Total de Visualizações da Página

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Os Domínios Morfoclimáticos do Brasil


Os domínios morfoclimáticos são divisões que se baseiam nos diferentes tipos de relevos, resultantes das condições climáticas atuais e do passado bem como na cobertura vegetal e nos tipos de solo.
O Brasil é um país tropical de grande extensão territorial. Sua geografia é marcada por grande diversidade. A interação e a interdependência entre os diversos elementos de sua paisagem (relevo, clima, vegetação, hidrografia, solo, fauna etc.) explicam a existência dos chamados domínios geoecológicos.

Os domínios geoecológicos podem ser compreendidos como a combinação ou síntese dos diversos elementos da natureza, em uma determinada porção do território. Assim sendo, reconhecemos, no Brasil, a existência de seis grandes paisagens naturais: 
  • Domínio Amazônico
  • Domínio das Caatingas
  • Domínio dos Cerrados
  • Domínio dos Mares e Morros
  • Domínio das Araucárias 
  • Domínio das Pradarias
Domínio Amazônico: 
Localização: É a maior região morfoclimática do Brasil, com uma área de aproximadamente 5 milhões km² – equivalente a 60% do território nacional – abrangendo os Estados: Amazonas, Amapá, Acre, Pará, Maranhão, Rondônia, Roraima, Tocantins e Mato Grosso. 
Clima: Equatorial, a qual é o mais quente e o mais úmido da Terra. (Quente/Úmido)
Rios: Apresenta a maior bacia fluvial da Terra ocupando ¼ das terras da América do Sul (Amazonas). 
Vegetação: Predomina a floresta equatorial Amazônica.
O domínio amazônico é formado por terras baixas: depressões, planícies aluviais e planaltos, cobertos pela extensa floresta latifoliada equatorial Amazônica. É banhado pela Bacia Amazônica, que se destaca pelo grande potencial hidrelétrico.
 A degradação ambiental, representada pelas queimadas e pelos desmatamentos, é um grava problema desse domínio. O governo brasileiro, por meio do Programa Piloto para a Proteção das Florestas Tropicais do Brasil, pretende adotar atividades como o ecoturismo e a biotecnologia, para promover o desenvolvimento da Amazônia, preservando-a.

Domínio do Cerrado:
Localização: Região central do Brasil, o domínio morfoclimático do Cerrado detém uma área de 45 milhões de hectares, sendo o segundo maior domínio por extensão territorial. Incluindo neste espaço os Estados: do Mato Grosso, do Mato Grosso do Sul, do Tocantins (parte sul), de Goiás, da Bahia (parte oeste), do Maranhão (parte sudoeste) e de Minas Gerais (parte noroeste).
Relevo: Chapadas e Chapadões.  
Clima: Tropical com uma estação seca bem definida.  
Solos: Ácidos.
Rios: Diminuem muito na época das secas e transbordam na época das chuvas.  
Vegetação: Campos que apresentam árvores retorcidas com cascas grossas.
O domínio do cerrado corresponde à área do Brasil Central e tem essa denominação devido à ocorrência de vegetação o mesmo nome. Apresenta extensos chapadões e chapadas, e o clima é tropical semi-úmido.

A vegetação do cerrado é formada por arbustos com troncos e galhos retorcidos, recobertos por casca grossa. Os solos são pobres e ácidos, mas colocando-se calcário no solo (método da calagem), estão sendo aproveitados pelo setor agrícola. Já é considerada a nova fronteira da agricultura, pois representa a expansão do cultivo da soja, feijão, arroz e outros produtos.

Nesse domínio estão às áreas dispersoras da Bacia do Paraná, do Paraguai, do Tocantins e do Madeira, entre outros rios destacáveis.

Domínio da Caatinga:
Localização: Situado no nordeste brasileiro, o domínio morfoclimático das caatingas abrange em seu território a região dos polígonos das secas. Com uma extensão de aproximadamente 850.000 km², este domínio inclui o Estado do Ceará e partes dos Estados da Bahia, de Sergipe, de Alagoas, de Pernambuco, da Paraíba, do Rio Grande do Norte e do Piauí.  
Relevo: Chapadas e serras.  
Clima: Semi-Árido quente, com chuvas escassas e mal distribuídas.  
Solos: ricos em minerais e pobres em matérias orgânicas.  
Rios: temporários – predominantes.  
Vegetação: Arbustos espinhentos e cactos além de árvores que perdem suas folhas nas secas.
O domínio da caatinga corresponde à região da depressão sertaneja nordestina, com clima quente e semi-árido. A caatinga, formada por cactáceas, bromeliáceas e árvores, é a vegetação típica.

O extrativismo vegetal de fibras, como o caroá, o sisal e a piaçava, destaca-se nesse domínio.

  É atravessado pela bacia do São Francisco e tem destaque pelo aproveitamento hidrelétrico. Os projetos de irrigação no seu vale propiciam a produção de frutas (melão, manga, goiaba, uva, por exemplo).

  A tradicional ocupação da caatinga é a pecuária extensiva de corte, porém com baixo aproveitamento.

No domínio da caatinga, aparecem os inselbergs, ou morros residuais, resultantes do processo de pediplanação em clima semiárido.


Domínio dos Mares de Morros:
Localização: Acompanha a faixa litorânea do Brasil, do nordeste até o sul do País, obtendo uma área total de aproximadamente 1.000.000 km².
Relevo: Morros arredondados que resultam da alternância de períodos de secas e de chuvas . 
Clima: Tropical quente, com uma estação seca e outra chuvosa.  
Solos: Férteis.  
Rios: Muito importantes pelo grande potencial hidrelétrico.  
Vegetação: Predomina a Mata Atlântica que está muito devastada. Também apresenta campos e cerrados.
O domínio dos mares de morros acompanha a faixa litorânea do Brasil desde o Nordeste até o Sul do país. Caracteriza-se pelo relevo com topografia em "meia-laranja" (mamelonares ou mares de morros), formados por intensa ação erosiva na estrutura cristalina das Serras do Mar, da Mantiqueira e do Espinhaço.
Nele, predomina o clima tropical quente e úmido, caracterizado pela floresta latifoliada tropical. Na encosta da Serra do Mar essa floresta é conhecida como Mata Atlântica.

Em conseqüência da forte ocupação humana, essa paisagem sofreu grande degradação. Além do desmatamento, esse domínio sofre intenso processo erosivo (relevo acidentado e clima úmido), com deslizamentos freqüentes e formação de voçorocas.

Domínio das Araucárias:  
Localização: Encontrado desde o sul paulista até o norte gaúcho, o domínio das araucárias ocupa uma área de 400.000 km².  
Relevo: Predomina o planalto.  
Clima: Subtropical.  
Solos: fértil  
Rios: Importantes para a navegação e para a geração de eletricidade.
Vegetação: Floresta dos Pinhais ou de Araucária a qual está muito devastada.
O domínio da araucária ocupa o planalto da Bacia do Rio Paraná, onde o clima subtropical está associado às médias altitudes, entre 800 e 1300 metros. Nesse domínio aparecem áreas com manchas de terra roxa, como no Paraná. É homogênea, aciculifoliada e tem grande aproveitamento de madeira e erva-mate.
A floresta de araucária também é conhecida como Mata dos Pinhais. 
Nesse domínio, a devastação a floresta é causada pela intensa ocupação agrária, especialmente a agricultura de café e soja. 


Domínio das Pradarias: 
Localização: Situado ao extremo sul brasileiro, mais exatamente a sudeste gaúcho, o domínio morfoclimático das pradarias compreende uma extensão de 45.000 km² a 80.000 km². 
Relevo: Planícies.  
Clima: Subtropical.  
Solos: Férteis.  
Rios: de planície.  
Vegetação: Gramais que formam imensos campos muito utilizados para a pecuária.
O domínio das pradarias é representado pelo Pampa, ou Campanha Gaúcha, onde o relevo é baixo, com suaves ondulações (coxilhas) e coberto pela vegetação herbácea das pradarias (campos).
A ocupação econômica desse domínio tem-se efetuado pela pecuária extensiva de corte, com gado tipo europeu, obtendo altos rendimentos. Destaca-se, também, a rizicultura irrigada.
Representação dos Domínios Morfoclimáticos Brasileiros:

17 comentários:

  1. BRASIL TERRA DE GENTE INTELIGENTE..........

    ResponderExcluir
  2. ai ai ai , geografia é pra quebrar a cabeça mesmo !!!!

    ResponderExcluir
  3. Eu amo a geografia, mas eu vejo que não é para qualquer um

    ResponderExcluir
  4. acho geografia mto interessante e nesse momemento se faz necessário q eu consiga aprender mais, pra fazer uma prova e passar! confiante

    ResponderExcluir
  5. as pradarias no texto ficam no sudeste e no gráfico no oeste.
    WHAT??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Observe com mais atenção: "Pradarias: Situado ao extremo sul brasileiro, mais exatamente a sudeste gaúcho..". Depois pode confirmar na imagem.

      Excluir
  6. muito bom isso, para ajudar nos meus estudos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. muito obrigado eu acredito que o trabalho que meu professor vai passar amanha isso vai ser muito util

      Excluir
  7. gostei bastante disso,aprendo cada ves mais nesse saite

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. só que tá precisando aprender mesmo é o Português né !

      Excluir
  8. bem útil em um trabalho

    ResponderExcluir
  9. gostei muito desse site é muito iteressante

    ResponderExcluir
  10. Nossa voces me ajudaram muito no meu tranalho esse blog e sensacional!!!

    ResponderExcluir
  11. Muito Bom IFPA!! O IFBA aqui agradece pela sua ajuda...Me ajudou muito complementando meu trabalho :)

    ResponderExcluir
  12. Eu quero estudar mas esse joguinho de peixe ai do lado me distrai

    ResponderExcluir
  13. essa pesquisa foi maravilhosa eu amei!!!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...